MENU COM SUBMENU

quarta-feira, 28 de maio de 2014

SÉRIE A: Sport 0x0 Grêmio ''Tudo igual na Ilha''


Vencer era primordial. Após perder dois jogos consecutivos, o Sport precisava se recuperar na Série A do Campeonato Brasileiro. Precisava apagar a imagem deixada para a torcida quando perdeu para o Corinthians, em casa, por 4 a 1 na rodada passada. Na noite desta quarta-feira, o Leão recebeu o Grêmio. Não passou de um empate sem gols na Ilha do Retiro. Amargo. O resultado diante dos gaúchos dá fim aos planos matemáticos do técnico Eduardo Baptista, que pretendia chegar até o intervalo da Copa do Mundo com o time rubro-negro somando entre 15 e 18 pontos. Um sinal de alerta foi ligado no clube.

O Sport tomou logo as ações da partida. Foram duas investidas de Érico Júnior pela direita já no início do primeiro tempo. Apesar das suas notórias limitações técnicas, servia como a principal válvula de escapa da equipe leonino no confronto. Ananias, embora mais discreto, também funcionou algumas vezes pela esquerda. As jogadas faziam parte do arcabouço estratégico do técnico Eduardo Baptista - que havia pedido para o seus atletas priorizarem os ataques pelas duas pontas a fim de se livrar da forte marcação imposta pelo meio-campo gaúcho.

Por sua vez, o Grêmio errava passes e tinha um time travado na armação. O experiente Zé Roberto foi apenas regular. O time do Rio Grande do Sul limitava-se, praticamente, a lances aéreos. Sobretudo em escanteios. Sem sucesso em todos eles. As jogadas que representaram maior perigo ao goleiro Magrão, porém, vieram em dois chutes à distância do meia Alan Ruiz.

Nos últimos 15 minutos da etapa inicial o Leão esfriou na partida. Os visitantes começaram a valorizar a posse de bola. Conseguiram ter mais predominância que os pernambucanos em campo. Fizeram os rubro-negros recuarem naturalmente. Quase instintivamente. Mas não transformaram o aparente domínio em chances reais de gol.

Segundo tempo
 
O Grêmio quase abriu o placar com Werley, de cabeça, após escanteio apenas aos dois minutos. Magrão salvou. O Sport respondeu. Marcelo Grohe teve trabalho. Aos 30, o goleiro salvou cabeça de parecia certeira de Ananias. A partida, de fato, foi mais movimentada que no primeiro tempo. Seguiu equilibrada. No fim do jogo, empurrado pela torcida na Ilha do Retiro, os mandantes cresceram. Esboçaram uma pressão sobre o time de Enderson Moreira. Não aproveitaram o momento e os gaúchos seguraram o empate.

Sport
Magrão; Patric, Ferrón, Páscoa e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha, Augusto (Wendel), Ananias (Flores) e Érico Júnior (Mike); Leonardo. Técnico: Eduardo Baptista.

Grêmio
Marcelo Grohe; Pará, Werley, Bressan (Saimon) e Breno; Edinho, Zé Roberto, Rodriguinho (Biteco), Alán Ruiz e Dudu (Kléber); Barcos. Técnico: Enderson Moreira.

Estádio: Ilha do Retiro (Recife-PE). Árbitro: Marcelo de Lima Henrique-RJ (Fifa). Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés e Luiz Cláudio Regazone, ambos do Rio de Janeiro. Cartões amarelos: Pará e Dudu (Grêmio); Renê (Sport)

Super Esportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário