MENU COM SUBMENU

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Santa Cruz tem pena reduzida e Flávio Zveiter sai contrariado

O Pleno Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), indo de encontro com a vontade do seu presidente, Flávio Zveiter, decidiu, nesta quinta-feira, reduzir de cinco para três jogos a punição imposta ao Santa Cruz pela morte, no estádio do clube, do torcedor Paulo Ricardo Gomes, que foi atingido por um vaso sanitário arremessado da arquibancada.

O próprio procurador do STJD, Paulo Schmitt, pediu para reduzir a pena, porque, segundo ele, o clube tomou as medidas necessárias para evitar novos casos. Assim, a punição que era de cinco partidas com portões fechados caiu para apenas três. Também a multa diminuiu, de R$ 50 mil para R$ 30 mil.

Flávio Zveiter, presidente do STJD não queria redução e foi voto vencido no julgamento. "A punição aplicada pela Comissão foi baixa, deveria ser muito maior porque essa torcida já se envolveu em outros casos de violência", reclamou o dirigente.

RELEMBRE O CASO - No dia 2 de maio, após a partida entre Santa Cruz e Paraná, dois vasos sanitários foram arremessados do setor mais alto das arquibancadas do Arruda sobre a torcida do Paraná, que deixava o estádio. Paulo Ricardo Gomes, que era torcedor do Sport, mas estava no estádio para apoiar o clube paranaense, cuja torcida é aliada à do Sport, foi atingido por um desses vasos e morreu na hora. Outras três pessoas ficaram feridas.

Os três torcedores do Santa Cruz suspeitos de atirarem os vasos foram presos dias depois do ocorrido. No entanto, o objeto do julgamento não foi a morte do torcedor, mas a falta de infraestrutura e de segurança no estádio, o que causou a indignação dos auditores.

Super Esportes

Nenhum comentário:

Postar um comentário