MENU COM SUBMENU

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Xará de recordista colombiano, goleiro pernambucano se inspira em Dida

Foto: Reprodução/ TV Grande Rio

Enquanto o goleiro colombiano Mondragón entrou para história como o jogador mais velho a participar de um jogo de Copa do Mundo,aos 43 anos, no Sertão de Pernambuco, seu xará, trabalha para voltar a ser o dono da camisa um do Salgueiro. Natural de Vitória de Santo Antão-PE, José Correia de Araújo Silva virou Mondragón graças a outro xará de um ídolo do futebol colombiano.

– Na época quando colocaram esse apelido, foi tipo uma brincadeira. Eu ia disputar o campeonato Pernambucano juvenil pelo time da minha cidade, Vitória de Santo Antão. Como eu tenho um primo que se chama Rincón, os colegas do time disseram que meu nome seria Mondragón. Aí o apelido pegou – conta o goleiro do Salgueiro.

Quando os colegas de time colocaram o apelido, José não fazia ideia de quem pudesse ser o tal Mondragón.

– No momento eu não sabia quem era esse goleiro Mondragón. Depois fui pesquisar, e saber quem era. Eu fico feliz por levar o nome de um goleiro de Copa do Mundo – diz Mondragón, lembrando que não há nenhuma semelhança física com o xará famoso.

Se o apelido do goleiro do Salgueiro vem do recordista colombiano, a inspiração é bem brasileira.
– Se tem um goleiro que eu me inspirei muito e acho muito interessante ver ele jogar, é Dida.

Aos 31 anos, o Mondragón pernambucano ainda não alcançou as glórias do xará nem do ídolo Dida, porém o goleiro guarda com muito orgulho os bons momentos vividos com a camisa do Salgueiro.

– Eu fico feliz porque no momento em que eu cheguei no Salgueiro, no Pernambucano do ano passado, o time lutava para não cair. No momento em que eu entrei, o Salgueiro saiu da zona de rebaixamento, não caímos, chegamos nas oitavas da Copa do Brasil, subimos para a Série C e fui campeão do primeiro turno do Pernambucano este ano – destaca o goleiro, que logo após o título do primeiro turno estadual se machucou e perdeu a vaga no time titular.

Emerson Rocha - GE/PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário