MENU COM SUBMENU

terça-feira, 22 de julho de 2014

CBF oficializa volta de Dunga ao comando técnico da Seleção


A Confederação Brasileira de Futebol oficializou na manhã desta terça-feira a contratação de Dunga como técnico da Seleção Brasileira. O anúncio foi feito em conjunto pelo presidente José Maria Marin e o coordenador Gilmar Rinaldi, na nova sede da entidade, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Dunga volta ao comando da equipe nacional quatro anos após a eliminação na Copa do Mundo da África do Sul. A derrota para a Holanda nas quartas de final de 2010, de virada, pôs fim a um ciclo de quatro anos iniciado pelo ex-volante justamente depois da edição anterior do torneio, na qual o Brasil havia caído na mesma fase, para a França, na Alemanha, sob comando de Carlos Alberto Parreira.

Na primeira passagem, o treinador conquistou dois títulos (Copa América de 2007 e Copa das Confederações de 2009), foi vencido pela Argentina na semifinal olímpica de 2008 e garantiu classificação para o Mundial sem sobressaltos, na liderança das Eliminatórias. Ao todo, disputou 60 jogos, com aproveitamento de 76,6% (42 vitórias, 12 empates e seis derrotas).

Entre sua demissão (em julho de 2006) e seu retorno, outros dois gaúchos passaram pela Seleção. O primeiro deles, seu substituto, foi Mano Menezes, que encaminhou uma renovação antes de ser demitido em novembro de 2012 e trocado por Luiz Felipe Scolari. Foi Felipão, campeão mundial de 2002, o escolhido para liderar o time na Copa a ser disputada no Brasil. 

A campanha do técnico pentacampeão, no entanto, resultou em fracasso. A equipe até passou pelas quartas – o que não ocorria desde seu primeiro trabalho -, mas sofreu o maior vexame em cem anos de história ao ser goleada pela Alemanha por 7 a 1, na semifinal. Na disputa pelo terceiro lugar, outro revés significativo: 3 a 0 para a Holanda. Dias depois, toda a comissão técnica foi dissolvida.

Dunga terá quatro compromissos neste segundo semestre. Em 5 e 9 de setembro, o Brasil fará amistosos contra Colômbia e Equador, respectivamente em Miami e Nova Jersey, ambas nos Estados Unidos. Em 11 de outubro, o adversário será a Argentina, em Pequim, na China. Por fim, em 12 de novembro, haverá um duelo com a Turquia, em Istambul. A primeira competição oficial será a Copa América de 2015, no Chile.

Gazeta Esportiva.Net

Nenhum comentário:

Postar um comentário