MENU COM SUBMENU

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Léo Gamalho é o segundo maior artilheiro do Brasil em 2014

 
Os dois gols marcados na despedida do Santa Cruz da temporada 2014 em cima do Atlético-GO, no último sábado (29), isolaram o atacante Léo Gamalho na vice-liderança entre os maiores artilheiros do Brasil em 2014. O cabeludo chegou aos 32 desempatando a disputa com Robert, do Fortaleza, que encerrou o ano com 30. O jogador foi contratado como uma das esperanças de gol do tricolor no ano do centenário e, apesar de ter correspondido às expectativas, não conseguiu dar um título ao clube nem o acesso à Série A. O líder é o veterano Magno Alves, que marcou 37 vezes pelo Ceará. A média de Gamalho é de 0,55 gols por jogo.
 
Gamalho vestiu a camisa coral pela primeira vez na Copa do Nordeste, quando o Santa venceu o Vitória da Conquista fora de casa. Pelo Pernambucano começou com o pé direito. No dia 9 de fevereiro marcou duas vezes no triunfo sobre o Central por 4×2 no Arruda. Um mês depois faria seu único hat-trick – quando um jogador marca três vezes na mesma partida – na goleada por 7×0 sobre o Salgueiro. No Estadual terminou como maior artilheiro, com 12 gols em 12 jogos.
 
Na Copa do Brasil, o desempenho do camisa 9 foi superior. Em cinco jogos marcou seis vezes – uma delas com a contribuição da arbitragem, que lhe deu de presente o segundo gol da vitória por 3×1 sobre o Lagarto, nos Aflitos. Na verdade, quem marcou foi Flávio Caça Rato. Terminou como artilheiro do torneio nacional ao lado do santista Gabriel e de Bill, do Ceará.
 
Na Série B, fechou a competição com 13, abaixo apenas de Magno Alves, do Ceará (18), Rodrigo Pimpão (América-RN) e Tomas (Boa Esporte), ambos com 15. Ele marcou em dez partidas da Segundona. Nesses jogos, o Santa Cruz venceu seis, perdeu três e empatou um. No total o atacante marcou gols em 20 dos 58 jogos que os corais fizeram no ano. Nessas duas dezenas de compromissos, o time tem o seguinte retrospecto: 13 vitórias, dois empates e cinco derrotas. Marcou 54 gols e sofreu 25.
 
Wladmir Paulino - Blog do Torcedor

Nenhum comentário:

Postar um comentário