MENU COM SUBMENU

sábado, 24 de janeiro de 2015

Sport vence Nacional-URU e leva Taça Ariano Suassuna

Foto: Site oficial do Sport

Onde quer que esteja, Ariano Suassuna deve ter ficado muito feliz com a noite deste sábado (24). No amistoso internacional entre Sport e Nacional-URU, valendo a taça que leva seu nome, o clube do coração do ilustre paraibano mostrou que o entrosamento está em dia e bateu a equipe uruguaia por 2 a 1. O estreante Samuel e polivalente Danilo marcaram para o Rubro-Negro. Durval, contra, fez para o Bolso.

Logo no início da partida, o Sport queria mostrar quem mandava. Aos quatro minutos, Rithley lançou, a zaga do Nacional dormiu e deixou Samuel cara a cara com Munúa. O recém chegado não tremeu, bateu no canto esquerdo e fez a Arena explodir. Foi o primeiro gol de Samuel com a nova camisa e o primeiro do Leão na temporada. Mesmo após o gol, a equipe pernambucana não dava espaços ao adversário e, sem nenhuma dúvida, o entrosamento fez uma tremenda diferença em favor dos leoninos.

O Sport seguia melhor e conseguiu o segundo gol com a participação de mais um estreante. Élber invadiu a área, soltou a bomba, a bola caprichosamente acertou a trave. Na volta, Danilo apareceu livre e só teve o trabalho de empurrar para a rede. Empolgada, a torcida Rubro-Negra já cantava músicas provocando o Santa Cruz, adversário da estreia do Pernambucano, no próximo sábado (31). Como já era de esperar, o ritmo caiu após os trinta minutos. Com o Leão já torcendo para o fim do primeiro tempo, De Pena fez o cruzamento rasteiro do lado esquerdo, Durval tentou cortar, mas acabou mandando para o próprio gol.

Na segunda etapa, Eduardo Baptista decidiu mudar a equipe. Sacou Neto Moura e Régis para as entradas de Ronaldo e Maike. Pouco acrescentaram, pois os uruguaios começaram melhor. A primeira chance foi em uma cobrança de falta do atacante Alonso, mas a bola ficou na barreira. Como já havia adiantado anteriormente, o comandante mexeu muito no time. Foram nada menos do que sete mudanças. O que deve ter influenciado no famoso entrosamento, pois na segunda etapa o que se viu foi uma partida morna de ambos os lados. Nos acréscimos, Mayke até tentou uma cabeçada, mas Munúa segurou firme no meio do gol
.
Ficha do jogo

Sport: Magrão (Danilo Fernandes); Alex Silva (Vitor), Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Neto Moura (Ronaldo), Danilo (Wendell), Régis (Maike) e Élber (James Dean); Samuel (Joelinton). Técnico: Eduardo Baptista.

Nacional: Munúa; Romero, Aja, De Los Santos, Díaz; Arismendi, Porras, Fernández (Bueno) e González (Leandro) e De Pena (Nicolás) e Alonso. Técnico: Álvaro Gutiérrez.

 FICHA DO JOGO

Local: Arena Pernambuco
Árbitro: Nielson Nogueira Dias
Assistentes: Albert Júnior e Elan Vieira

Gols: Samuel (aos 4’ do 1º tempo), Danilo (aos 14’ do 1º tempo); Durval (contra) (aos 37’ do 1º tempo).

Cartões amarelos: Renê, Élber e Rithely (Sport); Alonso (Nacional-URU)
Cartão vermelho: Alonso (Nacional-URU)

Público: 22.356
Renda: R$ 547.250

Yago Gouveia/FolhaPE

Nenhum comentário:

Postar um comentário