MENU COM SUBMENU

segunda-feira, 27 de julho de 2015

SURF: Bernardo Pigmeu é campeão Pro do Circuito Rota do Mar em Maracaípe-PE


O último e decisivo dia da 2ª etapa do Circuito Rota do Mar Pro Surf em Maracaípe-PE começou às 7 da manhã debaixo de muita chuva e sob forte vento. Com ondas de pico e mar agitado, os surfistas tiveram dificuldade para entrar na água neste domingo (26), tornando a competição ainda mais acirrada. Os atletas se arriscaram em manobras aéreas, tubos e trocas de borda acentuada, garantindo a emoção nas baterias que definiram os campeões desta etapa e do Circuito Pernambucano de Surf deste ano.

O campeão da Pro foi o pernambucano Bernardo Pigmeu, que fechou o circuito com média 15,70. O atleta Ivan Silva, também de Pernambuco, ficou em 2º lugar na categoria, mas foi o vencedor do circuito estadual. Destaque também para a pequena Pâmela Lopes, de apenas 7 anos e natural do Ceará, que levou o título de campeã na categoria Feminino. Na infantil, vitória de Reginaldo Silva (PB). A mirim ficou por conta de Cauã Nunes (PE). Já na iniciante, o título foi para o potiguar Mateus Sena. O cearense Jannifer de Souza levou para casa o troféu da Junior. Na Longboard, disputa entre irmãos e vitória de Reginaldo Nascimento (PE). O experiente Saulo Carvalho, da Paraíba, foi o campeão da Master. Isaías Silva (PE) levou a Senior e Edu Elias (RN) a Grand Kahuna. Já na Open, vitória de virada de Denner Carvalho (PB).

As provas

Depois das semifinais da Grand Kahuna, Infantil, Feminino e Longboard, foi iniciada uma das principais disputas do dia: a semifinal da Pro. Na 1ª bateria, o pernambucano Bernardo Pigmeu garantiu de virada a passagem para a final. Elivelton Santos (PB) liderou durante boa parte e chegou a perder a classificação, mas recuperou o 1º lugar nas últimas ondas. Já na 2ª bateria, a disputa foi ponto a ponto entre os pernambucanos Ivan Silva e Halley Batista, que se revezaram na liderança. No entanto, Arthur Andrade (PE) emplacou um tubo que mudou o placar e o levou para a final.


Disputa das finais

Os primeiros atletas a caírem na água disputando a final foram os da categoria Master. O paraibano Saulo Carvalho liderou a bateria o tempo todo, chegando a abrir mais de 15 pontos de vantagem em relação aos demais competidores. Com surf forte e agressivo, ele se garantiu logo nas primeiras ondas mandando manobras precisas e bem executadas. “O mar estava muito difícil, mas eu me mantive tranquilo. Nessas condições, não adianta querer pegar qualquer onda. Eu tive sorte e acertei duas ondas boas. A Rota do Mar está de parabéns pelo circuito”, disse o experiente atleta de 40 anos.

Com pouca idade e muita experiência em campeonatos, o surfista Mateus Sena, do Rio Grande do Norte, garantiu o título de campeão na categoria Iniciante. Embora a chuva tenha dado uma trégua, o vento continuou forte e dificultou a execução das manobras. “Com esse mar complicado, conseguir uma boa onda é como ganhar na loteria. O atleta precisa ter cautela e saber esperar ‘a onda’”, comentou Mateus.


A disputa pelo título da categoria Longboard foi especial: dois irmãos, Reginaldo e Romualdo Nascimento, naturais de Maraca, levaram o primeiro e o segundo lugar, respectivamente. Eles dividem a prancha nos treinamentos, são guarda-vidas no litoral pernambucano e conhecem muito bem as ondas. Por isso, adotaram como estratégia buscar a ondas no outside, já que as condições do mar não favoreciam a execução de manobras de Long e apresentavam alto risco de quebra da prancha – como aconteceu durante a semifinal com o atleta pernambucano Carlos Silva.


Já na categoria Senior, o cearense Isaías Silva confirmou o favoritismo e, assim como na primeira etapa do Circuito Rota do Mar realizada em abril, na Praia do Futuro (CE), levou o prêmio na categoria Senior. Numa bateria disputada ponto a ponto entre todos os competidores, ele conquistou a liderança de virada nos últimos minutos. Assim como os outros atletas, ele reforçou a dificuldade de entrar no mar e executar manobras.

Na categoria Mirim, Cauã Nunes cravou um 7,5 com uma batida e levou o título. Já na Infantil, o paraibano Reginaldo Silva se jogou nas manobras diante de um mar agitado e ondas quebra-coco. Quem também não teve medo foi o potiguar Fabrício Rocha, que embora não tenha levado o título, encarou um drop que levantou a torcida na areia. Na final da Junior, Jannifer de Souza (CE) conquistou o título com uma manobra aérea que resultou na maior nota da bateria.

Para o Edu Elias, potiguar vencedor da Grand Kahuna, a experiência foi fundamental para encarar o agito das águas. “Minha estratégia foi manter a calma. Observei o mar e desci só uma onda, que me garantiu o título. Sou grato à Rota do Mar pela oportunidade e acho que esta é uma empresa que vem crescendo diante da crise porque investe no surf e apoia o esporte”, disse. Com 40 anos de surf, ele comentou ainda que tentou emplacar um tubo, mas optou por uma onda mais aberta que possibilitou uma sequência de manobras e o fez vencer a categoria de virada.

Garota de 7 anos vence Feminino

A final da categoria Feminina foi uma grande surpresa. Competindo com atletas locais e experientes, a pequena Pâmela Lopes, de apenas 7 anos, levou o título depois de ter encarado duas ondas muito fortes – enquanto as adversárias permaneciam cautelosas na água. Com forte apoio da torcida, a pequena se garantiu e agradeceu a Deus e ao pai, Roney Lopes, que entrava junto na água a cada bateria.

Campeão da Open de virada

Com o mar ainda bastante agitado, o paraibano Denner Carvalho surpreendeu e venceu a disputada categoria Open de virada, desbancando favoritos como Isaías Silva e Rafael Joaquim (RN) – que, com um tubo, cravou um 9.50 e teve a melhor nota do circuito.


Pro disputada ponto a ponto

A disputa da categoria Pro foi a mais acirrada do dia. Os pernambucanos Bernardo Pigmeu e Ivan Silva disputaram a liderança da prova a todo momento, ponto a ponto. A cada onda, os espectadores esperavam o resultado das notas. O resultado final deu o título da 2ª etapa do Circuito Rota do Mar Pro Surf ao Pigmeu, mas o campeão pernambucano foi Ivan Silva – que além do título, recebeu, na hora, o patrocínio da Rota do Mar para continuar os treinamentos e se preparar para circuitos mundiais. Elivelton Santon (PB), o “índio voador”, emplacou boas manobras aéreas e ficou em terceiro lugar. Arthur Andrade, revelação também de Pernambuco, ficou em 4º lugar.

A 3ª etapa do Circuito Rota do Mar Pro Surf 2015 acontece nos dias 27, 28 e 29 de novembro na praia da Pipa, no Rio Grande do Norte. O campeão geral da categoria Profissional, que será definido nesta última etapa, ganhará ainda uma passagem aérea internacional para sua próxima trip de surf.

Vencedores do Circuito Rota do Mar Pro Surf 2015

Infantil
Reginaldo Silva (PB) 

Mirim
Cauã Nunes (PE)

Iniciante
Mateus Sena (RN) 

Junior
Jannifer de Souza (CE) 

Feminino
Pâmela Lopes (CE)

Longboard
Reginaldo Nascimento (PE)

Master
Saulo Carvalho (PB)

Senior
Isaías Silva (PE)

Grand Kahuna
Edu Elias (RN)

Open
Denner Carvalho (PB)

Profissional
Bernardo Pigmeu (PE) 

*Fotos de Claudio Damangar.

Gabriela Barreto - Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário