MENU COM SUBMENU

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Jiu-Jitsu: Atletas do CTA celebram conquistas e cobiçam o Sul-Americano


No final de semana passado, nos dias 19 e 20, atletas de Vitória de Santo Antão foram destaques no Campeonato Pernambucano de Jiu-Jitsu, em Recife. Os vitorienses se deram bem nos confrontos e conquistaram 14 medalhas, sendo 11 de ouro. A disputa aconteceu no ginásio do Arrudinha e foi organizada pela Federação Pernambucana de Jiu-Jitsu (FJJPE). Os competidores vencedores fazem parte do Centro de Treinamentos e Artes Marciais (CTA), que treina e prepara lutadores profissionais e amadores para competir em todo o Brasil.

Os treinamentos são de segunda a sábado, em um espaço que o tatame é dividido entre futuros campeões, no Bairro da Mangueira, na área urbana de Vitória. As atividades são conduzidas pelos professores Alexandre Santos, Aquiles Carlos e José Robson.  Os treinamentos acontecem em diversos horários. Para ingressar no selecionado do CTA, o interessado deve comparecer ao local e se reiterar do valor da matrícula.

Para Carlos dos Santos, um dos vencedores que esteve no pódio durante a competição, a vitória coletiva foi bastante relevante para o cenário local. “Pra mim foi muito importante vencer e mostrar que estamos prontos para representar nossa terra seja onde for. É muito bom valorizar novos esportes em nossa cidade e fazer com quem mais pessoas conheçam esse tipo de luta”.

Em meio às fotos e comemorações no tatame do CTA, descobre-se um prodígio chamado Vinicius Lourenço, de 12 anos. O jovem é uma das futuras promessas do centro de treinamento. Orgulho do pai, o garoto já disputou 14 campeonatos de artes marciais, sendo 13 de Jiu-Jitsu e um de Judô. O resultado: perdeu apenas um – o primeiro, no início do ano. Ainda tímido, mas com uma coleção de medalhas em casa, a jovem promessa vitoriense treina forte para as temporadas que se aproximam.


De olho no Sul -Americano

Três atletas do CTA viajam neste final de semana para disputar a competição continental, em Barueri, São Paulo. José Robson da Silva, de 27 anos (categoria pena-preta) e Rodrigo Lourenço, de 17 anos, (categoria leve-azul), estão de malas prontas para representar a cidade. O Sul Americano é um certame difícil, no entanto, os competidores encaram destemidamente o desafio, ao lado de Mônica Miranda, a lutadora que representa o staff feminino da casa e está no Rio de Janeiro em outra competição.  

“A expectativa é de trazer uma medalha, como a gente vem fazendo por aqui, treinando de segunda a sábado e só descansando no domingo. Dessa vez a gente tá com uma oportunidade única. Já disputei vários campeonatos, mas Sul-Americano nunca disputei”, disse Robson, que já passou por diversas dificuldades em doze anos de treinamentos, mas hoje dá aulas em Vitória e Gravatá.

Rodrigo é jovem, mas sabe da responsabilidade de tentar trazer uma medalha. “Os atletas de lá são de nível muito alto e a sensação é de orgulho, de ter chegado e disputar com os melhores da categoria. Se Deus quiser vou trazer o ouro pra casa”, finaliza.

O Campeonato Sul-Americano vai acontecer nos dias 25,26,27, no Ginásio Poliesportivo José Corrêa, na área central de Barueri.

Por Marcio Souza, para os sites Panorama Esportivo PE e Futebol no Domingo

Nenhum comentário:

Postar um comentário