MENU COM SUBMENU

sábado, 31 de dezembro de 2016

UFC: Amanda Nunes massacra Ronda no primeiro round e mantém o cinturão

GETTY

Implacável.  A brasileira Amanda Nunes teve um desempenho impressionante na madrugada deste sábado, no UFC 207, em Las Vegas, e diante de, nada mais, nada menos, do que Ronda Rousey. Amanda massacrou a ex-campeã do UFC em menos de um minuto. Agressiva, a brasileira desferiu vários golpes seguidos sobre a adversária. E Ronda sucumbiu, não demonstrou qualquer reação. Amanda Nunes mantém o cinturão e é a grande campeã do peso-galo do UFC.

Sem sofrer um golpe sequer de Ronda Rousey, Amanda Nunes se consolida como um dos grandes nomes do UFC. No combate deste sábado, a brasileira ignorou completamente o fato de ter pela frente uma lenda do Ultimate, atropelando o maior nome do MMA feminino da história. Foram 48 segundos de massacre, nos quais Ronda Rousey sofreu a maior derrota de sua carreira.
"Eu realmente treino muito duro. Eu tenho um time que está comigo, olha esses caras aqui. Todos esses caras na academia fazem de mim uma grande lutadora. Tenho que agradecer a American Top Team. Estou em outro nível hoje. É incrível, a gente conversou porque ela (Ronda) fez muito pelo esporte, ela tem uma história. Mas agora, eu sou a campeã. Vocês têm que parar com essas coisas de Ronda Rousey, agora a campeã é a Amanda Nunes", bradou a brasileira, ainda no octógono.
A luta representou a primeira defesa de cinturão da baiana de 28 anos, que levou o título ao superar Miesha Tate, no UFC 200.
Confira os resultados das lutas do UFC 207: Nunes x Rousey
CARD PRINCIPAL
Amanda Nunes (BRA) venceu Ronda Rousey (EUA) por nocaute técnico (primeiro round, 0:48) – Amanda mantém o cinturão feminino dos galos
Cody Garbrandt (EUA) venceu Dominick Cruz (EUA) por decisão unânime dos jurados (duplo 48-46 e 48-47) – Garbrandt conquistou o cinturão masculino dos galos
T.J. Dillashaw (EUA) venceu John Lineker (BRA) por decisão unânime dos jurados (triplo 30-26)
Dong Hyun Kim (CRS) venceu Tarec Saffiedine (BEL) por decisão dividida dos jurados (27-30 e duplo 29-28)
Ray Borg (EUA) venceu Louis Smolka (EUA) por decisão unânime dos jurados (30-27 e duplo 30-26)
CARD PRELIMINAR
Neil Magny (EUA) venceu Johny Hendricks (EUA) por decisão unânime dos jurados (triplo 29-28)
Antônio Cara de Sapato (BRA) venceu Marvin Vettori (ITA) por decisão unânime dos jurados (triplo 29-28)
Alex Garcia (DOM) venceu Mike Pyle (EUA) por nocaute (primeiro round, 3:34)
Niko Price (EUA) venceu Brandon Thatch (EUA) por finalização/katagatame (primeiro round, 4:40)
Alex Cowboy (BRA) e Tim Means (EUA) ficou sem resultado (no contest) – joelhada ilegal (primeiro round, 3:33)

ESPN

Nenhum comentário:

Postar um comentário